Selecione seu Estado São Paulo
Domingo, 26 de Setembro de 2021


E-mail:
Senha:
Cadastre-se Login
Acessando.... Erro ao acessar. Esqueceu sua senha?

Os novos horizontes do seguro de vida

Fonte: CQCS Data: 24 agosto 2021 Nenhum comentário

“Novos Horizontes no Seguro de Vida” foi o painel que encerrou o primeiro dia da Maratona da Inovação em Seguros, evento on-line promovido pelo JRS. Esse painel reuniu Alberto Júnior, CEO do Grupo Life Brasil, David Legher, CEO da Prudential, José Luiz Mota, CEO do Grupo Caburé e fundador do App Anjo, Marcio Benevides, diretor executivo de distribuição da Zurich no Brasil e Rogério Araújo, sócio-proprietário da TGL Consultoria.

Na ocasião, Alberto Junior destacou que o seguro de vida é um modelo de negócio que precisa de conscientização e o mercado de seguros pode ser beneficiado. “O mais importante é não focar no produto. Pense nas pessoas, nos históricos, na forma de atrair essa jornada. Não adianta ser expert no produto”, ressaltou.

O CEO da Prudential enfatizou que o seguro de vida tem pouca penetração e, quando comparado com outros países da América Latina como Chile, Colômbia,  esses países têm mais de 2 vezes a penetração brasileira. “Temos uma oportunidade grande. A pandemia impactou todos e trouxe a consciência do consumidor.

Ele contou também que a companhia faz pesquisas e já identificou que apenas 15% das pessoas têm seguro de vida. “Isso é insuficiente. Temos espaço para crescer juntos”, ponderou.  

O CEO da Prudential revelou ainda que pesquisas mostram que 22% das pessoas gostariam de comprar um seguro de vida. “Por isso é importante ter contato permanente. Na Prudential, quando conseguimos falar com os clientes em 65% das vezes, conseguimos proteger essa família”. 

Representando o Grupo Caboré Seguros, José Luiz Mota, criador do app anjo disse acreditar que as pessoas estão percebendo a importância do seguro de vida devido a situação atual de pandemia. “As pessoas buscam  por proteção e o seguro de vida traz isso. Não existe momento melhor para o seguro de vida do que esse que estamos vivendo”, sentenciou.

Ele destacou também a vontade em levar proteção para as classes C e D. “São 75% da população que ganham abaixo de 2 salários mínimos. Sabemos que 85% da população não tem seguro de vida. Tenho certeza que vamos avançar muito nos próximos 15 anos”, prevê.

Para o executivo da Zurich, Márcio Benevides, os 15% da população brasileira que são cobertos por seguro de vida estão no seguro empresarial. “Quando saem das empresas não têm mais cobertura e, por isso, temos um grupo grande de pessoas com entendimento, mas é parte do nosso papel como segurador, corretor e Susep criar mais informação para tomada de decisão”, analisou. 

Benevides disse ainda que cada família é diferente e é preciso ter flexibilidade. “O consumidor busca digitalização nos processos e ofertas de acordo com sua necessidade”, ponderou.

Na opinião de Rogério Araújo, o momento é espetacular para o seguro de vida. “Chamo atenção para o detalhe de que o mercado já vinha em ascensão antes da pandemia. Se avaliarmos o mercado de seguro de vida, ele vem crescendo ao longo dos anos impulsionado pela reforma da previdência e pela ineficiência do nosso sistema social”.

Ele acredita que esses fatores contribuíram para a conscientização da poupança e da necessidade de se planejar para o futuro. “É preciso ter a ferramenta de ter a proteção dentro do planejamento financeiro”.  Araújo também entende que a pandemia acelerou esse processo.

As pessoas compram seguro por amor. Temos uma cultura forte em vida, acidentes pessoais, invalidez. “Não acreditamos em ter combos ou produtos únicos, temos um processo que se chama venda baseada na necessidade do cliente”, explicou.

Nessa linha, Benevides ressaltou a importância de oferecer ao cliente um seguro de vida que atenda a necessidade de proteção dele. “Lançamos um produto que não tem obrigatoriedade de cobertura básica. Nem toda família é igual. Acho que a amplitude das coberturas entendendo o cliente como parte para o fechamento do negócio, é importante”, ressaltou.

A Maratona da Inovação vai continuar até sexta-feira e a transmissão acontece no canal do JRS no Youtube.

 

Para participar e deixar sua opinião, clique aqui e faça login.

 

Últimas

 

agencialink.com é o nome fantasia da Raz&aatilde;o Social:
ART Tecnologia de Sistemas S/S Ltda.
CNPJ: 10.199.185/0001-69
Av. Jabaquara, 2860 - Sobre Loja - S&aatilde;o Paulo, SP - 04046-500 - Brasil